Paulo “Palex” Ferreira

Paulo_Ferreira1Foto – Nuno Fontinha

Profile Atleta ASCC

– Paulo Ferreira, PALEX, 47 baunilhas e local da Costa Caparica, começou a surfar com poucos anos em repimpa, e esferovite single fin e sem quilhas, (lol) bodyboard mas preferia o dropknee, até inicio anos 90, e desde então Longboard. ou seja há uma porrada de anos.

– Que material costumas usar quando surfas? – Prancha LUFI, Fato VIssla (SurfersStore – Simon), e creatures (Johnny)

– O que te levou a começar a fazer este desporto de ondas? – nem sei bem, mas acho que foi por estar sempre na praia e na altura eu e o meu irmão começamos a ir, infelizmente o meu irmão partiu em 93, e eu mantive activo)

– Competição ou Free Surf? Porquê? – free surf é bom, mas a competição leva-nos a querer evoluir cada vez mais. dái manter-me ainda a competir contra putos agora!

– Quais são os teus surfistas preferidos? – Michael Petterson Occy, Kelly e Kikas, Zezinho e LUFI, e uma geração de grandes longbaorders entre os quais o meu filho, LIPE, os Dantas brothers, entre outros, delas gosto de todas, principalmente em agua quente hahaha, mas cá vai para manter isto sério, Beatriz Lafuente, Mafalda Lopes, entre outras, e lá fora Stephanie Gilmore, Sage Erickon etc.

– Tens apoios/patrocínios? – LUFI; Surfers e Johnny que vão fazendo uns descontos para amigos (apoios que não tenho perfil de ser profissional, nem surf hahaha). Ajudam, porque te sentes com vontade de melhroar dia-a-dia para ficares bem na fotografia.

– Como vês o calendário competitivo nacional e os Circuitos existentes? – A FPS de tudo tem tentado para manter o Longboard activo, e a eles Obrigado, e gostaria que muitos eventos tivessem o mesmo número de malta que acorre a festivais, mas a malta tem receio de perder haha

– Antes de toda esta situação, quais eram os teus objectivos para 2020? – O objetivo é sempre o mesmo, não ficar em último e tentar ficar melhor que o ano anterior, mas a idade já custa contra os putos da nova geração.

– Como tens passado estes dias excepcionais que estamos mais confinados em casa? – grande parte dos dias tem sido em desenvolver e sincroniza pltaformas de IT (teletrabalho) e tenho (re)visto muitos filmes para manter a pica activa, e dessa forma ajuda a passar o tempo.

– Como vês o trabalho da ASCC e que sugeres para melhorar? – A ASCC tem sido fundamental na evolução dos mais novos, e da preparação para o nivel mais internacional. Sempre bastante activos em termos de competição, mas infelizmente para os longboarders poucas têm sido as provas, mas eu compreendo, porque quando as fizeram as presenças eram poucas, mas pode ser que um dia volte a ser como era com as 3 grandes modalidades da Caparica (Surf, Bodyboard e Longboard) parabéns pelo trabalho realizado, e que assim continuem por mais umas temporadas, e que o Xibanga não diga dos robalos que apanha nas redes sociais.

– Uma frase que te identificas: brincalhão, gozão massincero e com poucos filtros. apenas mais um no meio de tantos!

Somos diferentes….Somos ASCC!!!! Yewwww???? ?#caparicastorm #somosascc #sodaascc #somoscosta #surf #surfing #longboard #sup #bodyboard #bodysurf #skate #almadaforum #nativeaçai #costadecaparica #costadacaparica #taçadeportugal2020

PATROCINADORES
INSTITUCIONAIS
× Como podemos ajudar?